quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Magrets de pato com risotto de chá verde


Os jantares no terraço têm a desvantagem de não terem luz suficiente para se tirarem fotografias. My apologies.

Para os magrets:
2 magrets de pato (de origem francesa*)
sal
pimenta
sumo de limão

* Dizem os especialistas que são os melhores e que a diferença é substancial.
Para o Risotto:
arroz arbório
chá de sencha
1 chalota
1 dente de alho
vinho branco q.b.
sal. q.b.
manteiga q.b.
parmesão q.b.
2 colheres de sopa de mascarpone

Comecei por fazer uns cortes na pele gorda dos magrets temperei-os com sal, pimenta e limão. Depois de algum tempo em repouso, levei-os a “fritar”, sem gordura, começando com a pele virada para baixo, que em pouco tempo vai cedendo a gordura suficiente para a fritura. Convém que a frigideira esteja bem quente para que se consiga selar a carne e, desta forma, reservar os sucos dentro dos magrets.
Os ditos perdem toda a piada se forem bem passados. Portanto, uns breves minutos são suficientes. Com a ajuda de umas luvas (eu tive ainda de recorrer a um pano) e de uma boa faca para carne, cortei os peitos de pato em fatias finas (no sentido contrário ao dos veios da carne).

Entretanto fui preparando o risotto que, ao contrário do que sempre sucede nesta cozinha, não foi feito com caldo, mas sim com chá verde. Escolhi o de sencha por ser bastante suave.
Alourei uma chalota e um dente de alho em azeite, juntei o arroz e deixei-o ganhar o gosto. Reguei com um bocadinho de vinho branco, deixei evaporar e fui adicionando o chá (acabado de fazer), a pouco e pouco, até o arroz ficar al dente. Nessa altura, juntei duas colheres de sopa de manteiga, três colheres bem cheias de parmesão, e, por fim, duas colheradas de marcarpone.

16 comentários:

O Cravo da Índia disse...

Isso tem um ar delicioso, eu estou fã do peito de pato.
Mas, conta lá: que tal é esse risoto com chá?

Susana Ribeiro disse...

Eu confirmo que estava ABSOLUTAMENTE DELICIOSO. Não estou a exagerar se disser que foi das melhores coisas que já comi em toda a minha vida. E isto só pode querer dizer duas coisas: que a nossa "sementinha" cozinha brutalmente bem, com uns rasgos de imaginação e intuição aprumadíssimos (nunca me passaria pela cabeça fazer risotto de chá verde) e que eu tenho um leque alimentício muito limitado no que toca a sabores...

semente de sésamo disse...

Eu sou suspeita mas acho que ficou muito bom! Na verdade, o sabor do chá - este é muito suave- não se sobrepõe ao dos queijos, resulta bastante bem. Experimenta e depois me dizes..

semente de sésamo disse...

Susaninha, não exageres... nem nos elogios nem na modéstia! Tu tens, aliás, todos os sentidos bastante apurados e o paladar não é excepção.

Elvira disse...

Parabéns por esse prato tão chique e requintado! Deve ter ficado com um sabor tão subtil... :-)

Marizé disse...

Que festival!!! Peito de pato sou fã, e esse risotto de chá verde, que requinte. Parabéns

colher-de-pau disse...

Adoro risotto, e ando desejosa de provar o magret!
Que jantar deliciosa!

Natércia disse...

Que belo e chique adorei.um bjs Natércia...

Eliana Scaramal disse...

A foto está super bonita!! Que jantar mais chique em?! Amei o risotto!! :)

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

A carne do pato está rosinha, como eu adoro! Eu já usei chá verde para fazer risoto doce, não sei como não pensei que salgado ficaria mto bom!
bjo, Nina.

fezoca disse...

essa sua variacao do risoto de cha verde esta divina! ja anotei.um beijo, :-)

Invisible bastard disse...

QUe bom aspecto, sim, senhor. Algo a tentar, quando tiver mais tempo. QUe isto da tese está-se a tornar uma profissão a tempo inteiro

Joaninha disse...

Que saudades que eu já tinha de vir aqui espreitar. Não sei se já alguma vez o disse mas acho o seu blog fantástico, e apetece-me provar cada sugestão sua. :)

semente de sésamo disse...

Joaninha, a admiração é mútua. Acho que, para além de termos o mesmo nome temos gostos muito semelhantes!

valentina disse...

Que charme este prato.sou fã de pato e de chá verde.Adoraria provar este risoto. vou fazer.

Brites disse...

Estou absolutamente rendida a esta receita! Que maravilha deve ser comer uns magrets de pato com risoto de chá verde!... Parabéns!
Beijinhos.